Marcha pela Terra

Marcha pela Terra
presença da Assobecaty

Construindo identidade

Depois do nosso pedido de concessão ter sido arquivado por uma disputa desigual com os evangélicos, a AssociaçãConexão Comunitária toma folego para produzir outros meios de comunicação que alcancem a comunidade de forma mais inteligente.
Estamos falando, com isso, de um emplemento nas nossas ações que nos conduziram a produção de uma publicação impressa, a Revista Conexão Comunitária e uma sala de cinema, que vai ganhar as ruas de Guaíba logo,logo com o Projeto Cine Intervenção.
A provocação valeu a pena, a comunicação que queremos fazer não pode ser restrita como a comunicação que "eles" fazem por isso, não vamos ficar lamentando a rádio que não veio. Estamos na rua, com o banner numa mão e o microfone na outra."Eles" vem de rádio, sem problema, nós de revista e cinema.
Denise Flores

sexta-feira, 9 de outubro de 2015

O aniversário de Maria Patulé foi todo inspirado nos anos 60 serviram acompanhe o lindo registro

 

logo Revista Conexão Afro  10 de OUTUBRO –Guaíba- RS –Brasil
REVISTA CONEXÃO AFRO

No sábado, dia 10 de outubro, Maria Patulé, abriu as portas de sua residência para celebrar seu aniversário e receber os abraços dos amigos. A festa foi preparada com muita inspiração nos anos 60.

Decoração Maria Patulê

Anfitriã estava muito entusiasmada e a alegria tomou conta da festa, recheada de gente bonita e interessante, que aproveitaram cada minuto na disputa para cantar uma música no Karaoke e na  pista de dança.

Maria Patulê

No estilo  dos anos 50 e 60, o genero  musical,  decoração tudo se manteve fiel nos detalhes, marcados pelas cores preto e branco, foi  tudo organizado para que todos os convidados se sentissem voltando no tempo. Tudo estilizado  da época!

CONEXÃO AFRO conexaoafro@gmail.com
Falar com Mãe
Carmen de Oxala :
  (51) 81810404 / (51)  30556655

maecarmendeoxala@hotmail.com

domingo, 4 de outubro de 2015

Mãe Carmen de Oxalá diretora espiritual da ASSOBECATY e Mãe Andréia de Oxum na Assistência Religiosa no GHC- Grupo Hospitalar Conceição

ghc6

Segunda – feira  dia 05 de setembro, mais uma participação no
GHC- GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO. Eu e Mãe Andéia de Oxum passamos a tarde, ofertando assistência religiosa, baseadas nos principios da matriz africana.

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

ROLOU neste sábado, 3 de outubro, Oficina de Percussão, Ponto de Cultura Ilê Axé Cultural ASSOBECATYT, Guaiba . Brasil. RS. No comando Beto Silva.

 

IMG_6111

ROLOU neste sábado, 3 de outubro, Oficina de Percussão, Ponto de Cultura Ilê Axé Cultural ASSOBECATYT, Guaiba . Brasil. RS. No comando Beto Silva.

 

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

8º ALUJÁ evento de resgate e valorização da cultura africana através do patrimônio imaterial e cultural PEDRA DE XANGÔ

 

Há 8  anos começava uma retomada de sucesso – nascia o evento Alujá na Pedra de Xangô oriundo de uma conscientização ambiental . O 1º Seminário meio ambiente e Religião de Matriz Africana  na sede da ASSOBECATY. no dia 18 de janeiro de 2009, durante nasceu a discussão Pedra de Xangô e Gruta de Oxum.  O inicio de uma grande trajetória revela muito sobre a história a memoria em especial no que toca as questões de apagamento da identidade do  povo afrodescendente no municipio de Guaíba.

pEDRA DE XANGO

Para comemorar este marco e homenagear o patrimônio cultural imaterial, anualmente acontece ALUJÀ NA PEDRA DE XANGÔ é uma  exaltação a Pedra e o simbolo sagrado e patrimônio imateria  que denunciam a presença da identidade fricana viva, naquele espaço. Sempre buscando  parcerias para expandir o sentimento de pertencimento , revisitar a História é o melhor caminho de sensibilizar pessoas para que se sintam encorajados a reafirmar  o espaço , como espaço de memoria coletiva ancestral. 

Este ano o Alujá, contou  com quatro dias de atividade :

1. Divulgação do 8ª  Alujá na Pedra de Xangô no Mercado Público de POA. O que era para ser somente uma divulgação tornou-se uma sala de aula aberta em frente ao Bará do Mercado, com alunos da escola Anisio Teixeira, a curiosidade dos passantes diante do desconhecido produzia uma série de questionamentos. O apoio do  Gabinete do Povo Negro, foi super importante a Secretaria Elisete Moreto e seus assessores , foram prestigiar, segundo admnistraçao do Mercado  a estimativa de público, mais  de 100 mil pessoas receberam tomaram conhecimento da existência da Pedra. 

11217525_928250600599783_6555596004501372103_n12046743_928267967264713_2116608172809102930_n

2.  SABADO; Aconteceu diversás atividades culturais durante o 8º Alujá na Pedra de Xangô,  iniciou  com o batizado do Afoxé Ilê Axé Cultural da ASSOBECATY, pelo renomado  núcleo de Percussão do  Grupo  Ialodê Idunn do Quilombo do Sopapo. Grupo de Dança Afro Ododua,  Alabê Antônio Carlos de Xangô , Grupo de Capoeira Discipulo de Oxóssi um espetáculo cultural  ; 

IMG_6507

Mestre Du Nascimento realizando o batizado do Grupode Afoxé do Ponto de Cultura Ilê Axé Cultural Assobecaty.

IMG_6567

Grupo de Percussão Yalodê Idunn

IMG_6566

Grupo de Percussão Ialodê Idunn e os afilhados do Afoxé Ilê Axé Cultural Assobecaty.

  IMG_6702

O Alabê Antônio Carlos de Xangô e seus comandados

IMG_6618

3. DOMINGO: Com a tregua da chuva, durante o 8º Alujá foi dia de visitação, e muita capoeira a juventude do grupo de capoeira CENBRA mandou ver marcando a presença na luta por garantias do patrimônio imaterial. Muitas´pessoas passaram pelo local para tirar fotos de recordação. No final o abraço simbólico.

IMG_6736 

Grupo de Capoeira CENBRA

IMG_67464. E por último, quarta- feira (30) , o legado deixado por Mãe Dálila de Odé, o compromisso de reverenciar o sagrado em cima da Pedra,  foi realizado com  excelência.12096395_931121373646039_2259846628496980967_n 

E, a  Pedra de Xangô , continua a inspirar o Ponto de Cultura Ilê Axé Cultural ASSOBECATY a organizar o evento denominado ALUJÁ NA PEDRA DE XANGÔ. Sua  localização na Av Libertdade esquina AV Brasil. Balneario Praia da Alegria  Guaiba, Rs, Brasil.

Para aqueles que não puderem conferir a PEDRA DE XANGÔ  de perto, sem problemas: é só dar uma olhadinha  no blog http://pedradexango.blogspot.com.br

8º ALUJÁ evento de resgate e valorização da cultura africana através do patrimônio imaterial e cultural PEDRA DE XANGÔ

 

Há 8  anos começava uma retomada de sucesso – nascia o evento Alujá na Pedra de Xangô oriundo de uma conscientização ambiental . O 1º Seminário meio ambiente e Religião de Matriz Africana  na sede da ASSOBECATY. no dia 18 de janeiro de 2009, durante nasceu a discussão Pedra de Xangô e Gruta de Oxum.  O inicio de uma grande trajetória revela muito sobre a história a memoria em especial no que toca as questões de apagamento da identidade do  povo afrodescendente no municipio de Guaíba. pEDRA DE XANGO

Para comemorar este marco e homenagear o patrimônio cultural imaterial, anualmente acontece ALUJÀ NA PEDRA DE XANGÔ é uma  exaltação a Pedra e o simbolo sagrado e patrimônio imateria  que denunciam a presença da identidade fricana viva, naquele espaço. Sempre buscando  parcerias para expandir o sentimento de pertencimento , revisitar a História é o melhor caminho de sensibilizar pessoas para que se sintam encorajados a reafirmar  o espaço , como espaço de memoria coletiva ancestral. 

Este ano o Alujá, contou  com quatro dias de atividade :

1. Divulgação do 8ª  Alujá na Pedra de Xangô no Mercado Público de POA. O que era para ser somente uma divulgação tornou-se uma sala de aula aberta em frente ao Bará do Mercado, com alunos da escola Anisio Teixeira, a curiosidade dos passantes diante do desconhecido produzia uma série de questionamentos. O apoio do  Gabinete do Povo Negro, foi super importante a Secretaria Elisete Moreto e seus assessores , foram prestigiar, segundo admnistraçao do Mercado  a estimativa de público, mais  de 100 mil pessoas receberam tomaram conhecimento da existência da Pedra. 

11217525_928250600599783_6555596004501372103_n12046743_928267967264713_2116608172809102930_n

2.  SABADO; Aconteceu diversás atividades culturais durante o 8º Alujá na Pedra de Xangô,  iniciou  com o batizado do Afoxé Ilê Axé Cultural da ASSOBECATY, pelo renomado  núcleo de Percussão do  Grupo  Ialodê Idunn do Quilombo do Sopapo. Grupo de Dança Afro Ododua,  Alabê Antônio Carlos de Xangô , Grupo de Capoeira Discipulo de Oxóssi um espetáculo cultural  ; 

IMG_6507

Mestre Du Nascimento realizando o batizado do Grupode Afoxé do Ponto de Cultura Ilê Axé Cultural Assobecaty.

IMG_6567

Grupo de Percussão Yalodê Idunn

IMG_6566

Grupo de Percussão Ialodê Idunn e os afilhados do Afoxé Ilê Axé Cultural Assobecaty.

  IMG_6702

O Alabê Antônio Carlos de Xangô e seus comandados

IMG_6618

3. DOMINGO: Com a tregua da chuva, durante o 8º Alujá foi dia de visitação, e muita capoeira a juventude do grupo de capoeira CENBRA mandou ver marcando a presença na luta por garantias do patrimônio imaterial. Muitas´pessoas passaram pelo local para tirar fotos de recordação. No final o abraço simbólico.

IMG_6736 

Grupo de Capoeira CENBRA

IMG_67464. E por último, quarta- feira (30) , o legado deixado por Mãe Dálila de Odé, o compromisso de reverenciar o sagrado em cima da Pedra,  foi realizado com  excelência.12096395_931121373646039_2259846628496980967_n 

E, a  Pedra de Xangô , continua a inspirar o Ponto de Cultura Ilê Axé Cultural ASSOBECATY a organizar o evento denominado ALUJÁ NA PEDRA DE XANGÔ. Sua  localização na Av Libertdade esquina AV Brasil. Balneario Praia da Alegria  Guaiba, Rs, Brasil.

Para aqueles que não puderem conferir a PEDRA DE XANGÔ  de perto, sem problemas: é só dar uma olhadinha  no blog http://pedradexango.blogspot.com.br

sábado, 26 de setembro de 2015

Telecentro e Biblioteca Moab Caldas ASSOBECATY

  

A chuva e a espera para chegar a hora de sair para o 8º Alujá na Pedra de Xangô, levantaram a ansiedade da gurizada  que compõe o Grupo de Afoxé Ilê Axé Cultural. Diante, desta situação a saida foi pegar um computador do Telecentro e Biblioteca Moab Caldas.IMG_6428

IMG_6429